Skip to main content

Comunicação

13º Muticom reúne 500 comunicadores católicos em João Pessoa

Depois de uma edição on-line realizada em 2021 organizadores se surpreenderam com o número de inscritos; tema principal ‘Comunicar para a cultura do encontro’ permeou os inúmeros seminários e debates propostos na programação.
 |  Com Informações Pascom Brasil  |  Diocese

Aconteceu em João Pessoa (PB), no Centro de Convenções e Eventos,  o 13º Mutirão Brasileiro de Comunicação, entre os dias 13 e 16 de julho. A edição anterior aconteceu em 2021 de forma on-line diante do avanço na época da Covid-19. Participaram este ano 500 comunicadores presencialmente e 70 de maneira remota. A temática principal do evento ‘Comunicar para a cultura do encontro’ permeou os seminários e temas de palestras de todos os dias.

Na abertura, na tarde do dia 13, Auten Ivereigh, biógrafo do Papa Francisco, além de discursar de forma remota sobre o tema central, falou sobre o perfil reformador do Papa Francisco e de como ele lida com os desafios gerados a partir do Sínodo sobre a Sinodalidade proposto para a Igreja, que teve início em 2021 e está em andamento.

Na sexta-feira, 14 de julho, o dia foi repleto de conferências e uma das mais aguardadas foi a do novo Presidente da Comissão Episcopal para a Comunicação da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), Dom Valdir José de Castro, que trouxe em seu tema: “Rumo à presença plena: a cultura do encontro no ambiente virtual”, muito do que o documento lançado em maio de 2023 pelo Dicastério para a Comunicação trata no documento que tem como título o tema da palestra: “Rumo a presença plena”.

“É preciso se relacionar. Estamos cada vez mais divididos, cada um na sua própria bolha. As redes nos ajudam, mas podem sim nos levar a um caminho de indiferença e a polarização, precisamos sair do ‘grupo dos iguais’ para nos encontrarmos com o outro e mais que isso, aceitar o outro. Claro não é fácil, mas pensemos sempre na parábola do Bom Samaritano, que nos desafia a enfrentar a ‘cultura do descarte’ e nos ajuda a sair das nossas zonas de conforto”. 

13 Muticom 7
LDom Valdir José de Castro fala sobre o documento "Rumo a presença plena". — Imagem: Andrea Rodrigues.


Depois de um breve intervalo um fórum composto pelos pesquisadores membros do GRECOM (Grupo de reflexão sobre comunicação) Fernanda Medeiros, Aline Amaro da Silva, Alzirinha Rocha de Souza e Vinicius Borges fez o paralelo entre a realidade dos profissionais que atuam nas redes sociais e os influenciadores da fé.

No sábado, 15 de julho, tiveram outras duas conferências: “Amizade social na era da informação”, com a jornalista e vaticanista Mirticeli Medeiros e “Ecologia integral e cultura do bem viver”, por Márcia Maria Oliveira.

Na tarde de sexta e sábado, os debates foram realizados por meio de seminários. Entre os assuntos abordados de forma segmentada estiveram: comunicação e mobilização social, cultura do encontro e povos originários, literacia midiática e cidadania, catequese digital, algorética e inteligência artificial. A edição atualizada do Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil, lançada em maio de 2023, também ganhou espaço nestas oficinas e foi um dos seminários que os participantes de forma on-line puderam acompanhar.

A Arquidiocese da Paraíba, anfitriã do evento, mostrou a todos os participantes a cultura do estado onde o sol nasce primeiro além de toda a receptividade ímpar das mais de cem pessoas que fizeram parte da equipe de trabalho.

A Missa de encerramento, no sábado a noite, foi presidida pelo bispo de Campo Limpo (SP) e presidente da Comissão Episcopal para a Comunicação da CNBB, dom Valdir José de Castro. “Precisamos semear a semente da Palavra pelos diferentes meios, mas sobretudo, com a própria vida. Mas, antes, precisamos deixar que a Palavra germine em nós”, refletiu dom Valdir, sobre a parábola do semeador narrada no Evangelho do 15º Domingo do Tempo Comum.

13 Muticom 12
Bispos, padres e diáconos presente participam da Missa de encerramento do evento. — Imagem: Andrea Rodrigues.

O bispo ainda refletiu que o Muticom não é um ponto de chegada, mas de partida. “A cultura do encontro é o único caminho que temos para uma sociedade de humanidade e fraternidade”. Concelebraram a eucaristia diversos bispos, padres e diáconos que participaram do encontro.

No momento pós-comunhão, foi lida, pelo Coordenador Nacional da Pascom, Marcus Tullius, a carta-compromisso do 13º Muticom, onde os participantes destacaram as reflexões a partir do pontificado do Papa Francisco, inspiradas no tema “Comunicar para a cultura do encontro”.  Leia a carta-compromisso fruto do 13º Muticom.

13 Muticom 14
Marcus Tullios agradece a todos os envolvidos depois de ler a carta compromisso. — Imagem: Andrea Rodrigues.

No final da celebração, foi anunciada a sede da próxima edição do evento: a capital amazonense, Manaus, que sediará o 14º Muticom, em 2025, ainda sem dia e mês definidos.

Cerca de 80 participantes tiveram a oportunidade de na manhã do dia 16, fazer um citytour pelas igrejas históricas da capital paraibana.

 


Notícias Relacionadas

Comunicação: criar comunhão e estabelecer vínculos de relações para promover o bem comum!

Na manhã do sábado, 24, aconteceu no salão da Catedral Diocesana, a reunião do Conselho Diocesano de Pastoral (CDP). O evento teve início às 08h e seguiu até ao meio-dia. Participaram da reunião o bispo diocesano, Dom Luiz Antônio Guedes, o Coordenador Diocesano de Pastoral, padre Marcos Joaquim ...