Concurso musical

Aberto concurso para composição do Hino do Jubileu de 2025

Os músicos dos cinco continentes são convidados a compor a música do hino oficial do Ano Santo de 2025, que tem como lema "Peregrinos da Esperança", escrito por Pierangelo Sequeri.
 |  Vatican News  |  Igreja no Mundo
Foto: Cathopic

O Concurso internacional, lançado pelo Dicastério para a Evangelização para a composição do hino oficial do Jubileu de 2025, está aberto aos compositores do mundo inteiro. O texto, em italiano, foi escrito por Pierangelo Sequeri.

O Setor do Dicastério para as questões fundamentais da evangelização no mundo, ao qual o Papa confiou a organização do próximo Jubileu, pede que a composição musical saiba expressar a identidade do evento. Em um comunicado, o Dicastério explica que o lema do Jubileu escolhido por Francisco, "Peregrinos da esperança", poderá orientar os músicos dos vários continentes a compor uma música que sintetize este tema específico.

Segundo o Regulamento, deve-se levar em conta o objetivo litúrgico e a possibilidade de que a partitura possa ser executada por uma schola cantonmum, bem como por uma assembleia litúrgica. O texto musical deve ser inédito.

Como participar do Concurso

A participação no Concurso, que tem início a partir deste sábado, 17 de setembro, é gratuita. Maiores informações podem ser obtidas no site www.iubilaeum2025.va/it/inno.html e na página do Dicastério www.pcpne.va. A partir de 16 de janeiro de 2023, será possível baixar a proposta na referida página. O prazo para as candidaturas é até 25 de março de 2023, até às 20h (CET). Um júri especial, que será nomeado a seguir, passará à avaliação das propostas e decidirá qual será a música do hino oficial do Jubileu de 2025.

O canto na vida dos fiéis

Segundo o comunicado do Dicastério, o canto caracteriza a vida de fé, que é uma "peregrinação à luz do Senhor Ressuscitado". Mostram isso também as Sagradas Escrituras repletas de "cânticos e cujos Salmos são um exemplo luminoso disso. Por exemplo, as orações do povo de Israel eram escritas para serem cantadas e apresentadas diante do Senhor as vicissitudes mais humanas. A tradição da Igreja nada mais faz que prolongar esta união, fazendo do canto e da música um dos pulmões da própria liturgia".

Conteúdo do Hino do Jubileu: "Peregrinos da Esperança"

O Jubileu, um evento que leva as pessoas em peregrinação rumo à Porta Santa, encontra no canto um meio para dar voz ao seu lema: “Peregrinos da esperança”. O texto, composto por Pierangelo Sequeri, engloba os numerosos temas do Ano Santo. O próprio lema do Jubileu encontra, em primeiro lugar, sua melhor ressonância bíblica em algumas páginas do profeta Isaías (Isaías 9 e 60), como temas da criação, fraternidade, ternura de Deus e esperança. Suas palavras são um cântico dirigido a Deus, que surge, espontaneamente, durante o caminho do povo: "um cântico - explica o Dicastério vaticano – repleto de esperança em vista da sua libertação e proteção", acompanhado do "desejo de que possa chegar aos ouvidos de Quem o ilumina: Deus, como uma chama sempre viva, mantém acesa a esperança e dá forças à caminhada do seu povo”.

O Dicastério para a Evangelização acrescenta ainda: “O profeta Isaías refere-se, diversas vezes, à família dos homens e mulheres, filhos e filhas, que voltam da dispersão, reunidos pela luz da Palavra de Deus, que é a de seu Filho feito Homem, Jesus. Com a sua Palavra, Ele reúne todos os povos e nações, cujos passos são fruto da chama viva de Jesus. Assim sendo, emerge o tema da esperança cristã, que é "dinâmica” e ilumina a peregrinação da vida, mostrando os rostos dos irmãos e irmãs, companheiros de caminhada". O comunicado do Dicastério para a Evangelização conclui, dizendo: “Não se trata de um perambular de lobos solitários, mas da marcha de um povo, confiante e feliz, que se dirige rumo a um Novo destino”.


Cúria Diocesana

Rua Lira Paulista, 30
Jd. Bom Refúgio - São Paulo
05788-320

11 3584-9000


© - Diocese de Campo Limpo.
Voltar ao Topo