Skip to main content

Mãe Rainha

Primeira ermida da Mãe Rainha na Diocese de Campo Limpo

Paraisópolis celebrou 100 anos, no ano passado, e a partir de agora, os mais de 100 mil habitantes, tem um lugar de graças, onde a Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt os acolhe, transforma e envia.
 |  Ir. M. Nilza P. da Silva  |  Diocese
Foto: Arquivo Pessoal

No coração da comunidade Paraisópolis, em São Paulo/SP, a noite de sábado, 19 de novembro, é de festa. A comunidade celebrou 100 anos, no ano passado, e a partir de agora, os mais de 100 mil habitantes, tem um lugar de graças, onde a Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt os acolhe, transforma e envia.

Tabor das graças do Paraíso

Trata se da primeira Ermida da MTA, na Diocese de Campo Limpo, “Tabor das Graças do Paraíso”, na paroquia de São Jose, em Paraisópolis, conquistada pelas mais de mil famílias da comunidade recebem a Mãe Peregrina em seus lares: 36 missionários das famílias e enfermos e 23 missionários da infanto, em parceria com a catequese.

A conquista espiritual da ermida foi longa. Começou com todo entusiasmo, há alguns anos, com todo o apoio do pároco, Pe. Luciano Borges Basílio. “A comunidade da paroquia se uniu para esta conquista fisicamente e espiritualmente. Foram anos de construção,” diz o coordenador da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt (CMPS), na diocese, Wanderlei Santos

O tempo de pandemia adiou os trabalhos de construção material, mas, ao mesmo tempo possibilitou aos coordenadores, missionários e família encher ainda mais a talha com as ofertas ao Capital de Graças. Nesse período, mudou o pároco. Mas, o novo pároco, Pe. Edalto Pereira dos Santos, continuou a apoiar e motivar essa conquista e construção. “O nosso pároco abraçou a causa e nos deu total apoio para realização da santa missa e benção da Ermida , os coordenadores diocesanos também nos deram apoio e estiveram a disposição no que precisássemos, Ir. Mariane Galina, Assessora do Movimento, nos deu uma força muito grande,” dizem Josefa e Manoel Gomes do Nascimento, coordenadores da CMPS, na paróquia.

Assim os moradores a conquistaram

Wanderlei conta que a construção da ermida, em honra a Mãe e Rainha, era apenas uma expressão externa do quanto a devoção a ela era aprofundada no coração dos missionários. Houve um empenho dos coordenadores para que muitos missionários conhecessem melhor a espiritualidade de Schoenstatt e, os que se decidiram, puderam se preparar e selar a Aliança de Amor, outros a renovaram, alguns deram um lugar de honra à Mãe de Deus, instituindo seu Santuário Lar. “No decorrer do tempo, podia se experimentar a presença da Mae Rainha e Vencedora Três vezes Admirável acolhendo, educando e dando novo ardor a esta comunidade.”

“Outra ação forte, continua Wanderlei, foi a prática da Oração da Confiança, que mobilizou as famílias e demais membros de outras pastorais e movimentos, na paróquia, para rezar e aprofundar no conteúdo dessa pequena mas útil oração, principalmente nos momentos mais turbulentos desta pandemia e efeitos econômicos não favoráveis.”

Josefa acrescenta: “Junto com a oração da confiança, fizemos também horas de adoração ao santíssimo sacramento e, todos juntos, missionários, famílias e coordenadores, rezamos também a novena da Mãe e Rainha.”

Chegou, enfim, o dia que Deus escolheu para a bênção da Ermida e a comunidade Paraisópolis participou muito bem do tríduo, preparado com muito carinho. Na Santa Missa, no dia 19, cerca de 80 homens, do Terço dos Homens Mãe Rainha, fruto do apostolado da Campanha da Mae Peregrina, também coroaram a Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt na imagem peregrina que os acompanha.

Desce Maria e educa aqui pessoas que sejam Igrejas Vivas

Pe. Edalto presidiu a celebração, acompanhado pelo Pe. Luciano, que veio especialmente para essa conquista que acompanhou, quando pároco no local, e pelo Pe. Pedro Paganin Júnior, que auxilia o Pe. Eraldo, nessa comunidade. As Irmãs de Maria, do Santuário Tabor da Confiança Vitoriosa no Pai, na Vila Mariana, também estava presente e Ir. Mariane explicou o sentido das Ermidas, acrescentando que, “as ermidas da Mãe e Rainha trazem para mais perto da comunidade, as graças do Santuário”.

Já não cabia mais pessoas, no pátio da Igreja, onde está a ermida, quando o pároco dirige a oração de bênção e pede que a Mãe e Rainha tome posse desse lugar e eduque, aqui, pessoas que sejam a Igreja viva de seu Filho, Jesus. Quando Pe. Edalto e Pe. Pedro descerram o tecido que cobria a imagem da Mãe e Rainha, a comunidade rejubila em aplausos, lágrimas e o canto “Mãe Admirável, oh Mãe Peregrina” é entoado com as vozes embargadas pela emoção.

Agora, é hora de avançar ainda mais

Wanderlei narra que havia também muitos coordenadores da CMPS de outras paróquias e “no final, todos foram convidados a uma confraternização. Para nós, foi muito bom participar e estar presente nesta conquista. Vimos o suor, lagrimas e alegrias, cada avanço, cada tijolo e cada capital de graça ofertado. A Mae, quis estar presente na comunidade de Paraisópolis, junto a este povo guerreiro e de fé enorme, para dizer que aqui também é bom estar!

Agora é avançar na evangelização das famílias, sabendo que a paroquia terá mais um sinal para retransmitir o farol luminoso das graças do Pai, por intercessão da Mãe Rainha e Vencedora, para todos, não somente em Paraisópolis, mas em toda nossa diocese.”


Notícias Relacionadas

Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt: Encontros Online Minha Família: Terra Maravilhosa 2021

A Campanha da Mae Peregrina de Schoenstatt não se restringe a ser somente um movimento de cunhodevocional, mas também tem em sua origem umespirito missionário e de ação evangelizadora junto as famílias, jovens, crianças, enfermos e a todos que através da visita da Mae Rainha em seus lares, se abr...