• Home
  • Notícias
  • Diocese
  • XVIII Congresso Eucarístico Nacional é realizado em Recife após ser adiado por dois anos

CEN

XVIII Congresso Eucarístico Nacional é realizado em Recife após ser adiado por dois anos

Congressistas leigos, religiosos, sacerdotes e bispos  de todo o Brasil marcaram presença durante os cinco dias de evento, que teve dois polos principais.
 |  Raylson Araújo  |  Diocese
Comunicação 18º CEN

Entre os dias 11 e 15 de novembro, Recife se tornou a capital eucarística ao realizar o XVIII Congresso Eucarístico Nacional, organizado pela Arquidiocese de Olinda e Recife em parceria com o Regional Nordeste 2 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil). Foi a segunda vez que a capital pernambucana realizou o evento, sendo a primeira, em 1939. O evento estava marcado inicialmente para 2020, mas devido a pandemia da Covid-19 teve de ser adiado para 2022. 

Congressistas leigos, religiosos, sacerdotes e bispos  de todo o Brasil marcaram presença durante os cinco dias de evento, que teve dois polos principais, o Centro de Convenções de Pernambuco (Cecon), localizado em Olinda e o Marco Zero, em Recife, local dos shows de encerramento e da Missa de conclusão do Congresso.

Os Congressos Eucarísticos surgiram no final do século XIX, tendo a sua primeira edição em Lille, na França, por iniciativa de um grupo de leigos inspirados em São Pedro Julião Eymard, o grande apóstolo da Eucaristia. Os Congressos Eucarísticos são realizados a nível internacional ou nacional,  sendo este último determinado pelas Conferências Episcopais, no caso do Brasil, pela CNBB. 

O tema desta edição foi “Pão em todas as mesas” e o lema“Repartiam o pão com alegria e não havia necessitados entre eles”, retirado do livro de Atos dos Apóstolos (At 2,46), passagens que nortearam as reflexões teológicas e catequeses durante os cinco dias de atividade, com o propósito de aprofundar na fé eucarística e testemunhar a fé na presença real de Jesus no Santíssimo Sacramento.

O encontro teve um cronograma bastante intenso, com conferências, oficinas do Simpósio Teológico e Catequeses que ocorreram no complexo do Centro de Convenções  para todos os congressistas. As catequeses foram conduzidas por leigos, padres e bispos, dentre eles, Pe. Reginaldo Manzotti, sacerdote da Arquidiocese de Curitiba/PR e fundador da TV Evangelizar, Dom Joel Portella, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro e Secretário Geral da  CNBB e Gabriel Marquim, leigo e fundador da Comunidade dos Viventes. Já as conferências do Simpósio foram conduzidas por prelados, dentre eles, Cardeal Sérgio da Rocha, Arcebispo de São Salvador/BA e Dom Walmor Oliveira, Arcebispo de Belo Horizonte/MG e Presidente da CNBB.

O Congresso teve uma programação cultural muito rica, valorizando as raízes locais através da apresentação do tradicional Bloco da Saudade e dos famosos bonecões de Olinda que animaram o público presente do CEN. No Teatro Guararapes, localizado dentro do Centro de Convenções, duas apresentações muito emocionantes, primeiro o Concerto “A Grande Missa Nordestina”, de Clóvis Pinheiro, e a apresentação do Padre Fábio de Melo, uma das mais aguardadas da programação.

No último dia de Congresso, um gesto concreto do que foi refletido: A inauguração da Casa do Pão, um espaço para atender pessoas em situação de vulnerabilidade, em especial as que vivem nas ruas do Grande Recife. O evento contou com a presença de diversos bispos, em especial Dom Fernando Saburido, OSB., Arcebispo de Olinda e Recife e do Cardeal António Marto, legado pontifício do Congresso. 

A Diocese de Campo Limpo marcou presença no Congresso através de uma comissão de quatro leigos que participaram do evento geral, como também do Simpósio Teológico. 


Cúria Diocesana

Rua Lira Paulista, 30
Jd. Bom Refúgio - São Paulo
05788-320

11 3584-9000


© - Diocese de Campo Limpo.
Voltar ao Topo