Skip to main content

Encontro com Cristo

“Maria Passa na Frente” foi o tema do Louvor Encontro com Cristo no carnaval

Este ano, o Louvor Encontro com Cristo no Carnaval aconteceu dia 19 de fevereiro, com participação de Irmã Zélia Garcia Ribeiro da Congregação Copiosa Redenção e da cantora Marília Mello.
 |  Gabriele da Luz Mello  |  Diocese

Apesar da chuva e do frio, milhares de pessoas participaram, no último domingo, dia 19, do Louvor Encontro com Cristo, no ginásio de esportes de Itapecerica da Serra. O evento contou com as participações especiais da cantora Marília Mello e da Irmã Zélia da Copiosa Redenção. O padre Alberto Gambarini conduziu e animou o evento durante todo o dia.

Rone Vaz, que foi o apresentador, abriu os trabalhos do evento, acolhendo a todos os participantes.  A cantora Marília Mello conduziu a oração do terço, enquanto a equipe técnica ainda ajustava o som. Por volta das 9h,  Marília Mello animou o público com canções como “Chuva de graça” e momentos de oração. O padre Alberto também conduziu momentos fervorosos de louvor juntamente com Marília, em preparação à entrada solene do Santíssimo Sacramento pelo meio do povo.

A entrada do Santíssimo e a pregação de Padre Alberto Gambarini

O padre Alberto iniciou invocando o Espírito Santo. “Este Espírito Santo que apesar de toda a chuva, de todos os problemas para chegar, ele te trouxe aqui porque Deus quis que você estivesse aqui. Ele te ama, ele tem hoje um propósito de benção, ele tem hoje um propósito de vitória, ele tem hoje um propósito de cura, um propósito de libertação. Que da ponta da tua cabeça a planta dos seus pés, o Deus todo poderoso possa te encher, possa te renovar, possa te fortalecer, possa te animar, possa realmente entrar onde você está precisando da salvação, de cura, de libertação”.

Em seguida, os fiéis acenderam suas velas para receber o Santíssimo Sacramento  conduzido pelo padre Alberto pelo meio do povo. Momento forte da presença de Jesus Sacramentado, impactando muitas pessoas e concedendo muitas graças.

Irmã Zélia, enquando padre Alberto caminhava com o Santíssimo, conduziu este momento incentivando o público a entregar suas doenças e inseguranças a Jesus.  Marília, por sua vez, pede para que as pessoas se rendam ao Senhor.

Ao chegar ao palco, Padre Alberto lembra de uma pesquisa que diz que, nos Estados Unidos, 30% das pessoas não acredita que a presença da Eucaristia é a presença de Cristo. “Jesus vivo está presente nos altares das Igrejas. Se torna presente para ser alimento. Para ser adorado, Ele é alimento, Ele é remédio. A sagrada Eucaristia vem do próprio Jesus Cristo. O próprio Jesus diz na Santa Ceia que ali estava Seu corpo e Seu sangue”, ele explica e complementa: “Se a palavra de Jesus diz que Ele está presente na Eucaristia, Ele está presente. Portanto, Jesus está aqui. E está aqui pronto para curar você”.

Por fim, ele trouxe um propósito para os que estavam presentes: não reclamar por trinta dias. E a cada reclamação, rezar cem Ave Marias.

A pregação de Irmã Zélia da Copiosa Redenção

Com muita oração e música, a manhã seguiu até a pregação da Irmã Zélia da Copiosa Redenção, que começou com uma Salve Rainha e o pedido de que Marília Mello cantasse a música Maria passa a frente, que relembra o tema do Louvor desse ano.

Em seguida, Irmã Zélia usou a leitura do Evangelho de São Lucas que trata da visita de Maria a Isabel (Lucas 1, 46-56), em que é dita a oração Ave Maria. “Não podemos esquecer de onde nasceu nosso salvador: nasceu de uma Ave Maria, de um anúncio do anjo Gabriel. A Ave Maria é a palavra do próprio Evangelho. Quando eu proclamo o Evangelho, tudo que está escuro dentro do ser, se torna luz”, declara ela.

Seguindo com o destaque à Ave Maria, a pregadora lembrou falas de São João Paulo II, que dizia que há “duas asas para eu voar mais alto na minha fé: a eucaristia e a ave maria” e que “o santo Rosário é o mais belo resumo da história de salvação”.

Assim, Irmã Zélia seguiu falando da importância do Rosário na vida de todos os católicos. Segundo ela, “rezar um terço é muito pouco” e ao rezar o Rosário, estamos dizendo “obrigada, mãe! Essa ave maria me deu o salvador”. É então o momento em que ela lembra que, em seu novo livro – Católico sem dúvidas -, Padre Alberto conta a história do Rosário.

Trazendo relatos, ela conta como rezar o Rosário tem feito diferença na vida das pessoas que lhe trazem dúvidas e problemas, como a ansiedade e a depressão. Além disso, relembra a oração da gestação de Maria, em que pedimos a Maria que geste em seu ventre nossos problemas, nossas dúvidas, amigos e familiares.

Irmã Zélia ainda lembrou que devemos ter a convicção de que fizemos a escolha certa ao estarmos presentes nesse dia. Marina Costa, que trabalha de forma voluntária no Santuário e já participou do Encontro de Casais com Cristo, estava no Louvor e conta que, até mesmo a sua presença lá, já era um milagre. Com desgastes na coluna e joelhos, foi difícil para escolher se realmente iria, mas sua fé a tinha levado até ali.

A entrada de Nossa Senhora dos Prazeres

Sendo um evento voltado a Maria, também ocorreu a entrada da imagem de Nossa Senhora dos Prazeres. Este foi mais um momento de grande comoção. O andor entrou cheio de flores e carregado por quatro voluntárias.

“Eu digo para vocês que a virgem Maria na minha vida, todos os dias, ela me dá vontade de ser livre, de amar mais o filho dela, de amar mais Jesus e desejar mais o caminho da santidade”, relata Irmã Zélia.

O momento foi concluído com a oração do Angelus, conduzida pelo padre Alexandre Matias e a música de consagração à Nossa Senhora.

A Santa Missa

O evento encerrou-se com a Santa Missa.presidida pelo padre Alberto Gambarini e concelebrada pelos padres Alexandre Matias,  Lídio Sampaio, Aloisio de Melo e Luciano de Oliveira Paula.

Na homilia, padre Alberto traz para a nossa realidade a liturgia do dia, que falava sobre o amor ao inimigo, uma vez que amar apenas o amigo é algo feito também pelos pagãos. “O amor ao inimigo não é uma opção. O amor é condição. Sem o amor nós estamos negando o Pai, que é amor. Nós estamos negando Jesus, que foi enviado porque o Pai nos ama. E estamos negando o Espírito Santo, porque quando ele vem, Ele derrama em nossos corações o amor”, expressa. “Este é o desafio que nós devemos realmente viver. Viver com raiva é fácil, perdoar apenas é possível para quem experimentou o amor misericordioso de Jesus”.

Caravanas

Mesmo com o tempo chuvoso, o evento reuniu milhares de fiéis no domingo de carnaval. Além de itapecericanos, o Louvor contou com a presença de 31 caravanas de cidades de todo o estado de São Paulo.

Inês Emília Avelino veio da região do Guarapiranga (São Paulo). Sua irmã, que mora em Minas Gerais e veio visitá-la no feriado, queria participar. Com isso, não vieram apenas as duas, mas todas as irmãs. “Foi um presente de Deus que a gente teve.  Deus queria que a gente tivesse vindo”, conta.

Inclusão

Para garantir o acesso de todos a Deus, a pastoral de Apoio aos Surdos do Santuário, esteve presente no Louvor.

Durante todo o dia, intérpretes da Pastoral traduziram simultaneamente as músicas, pregações e a Santa Missa para um grupo de pessoas surdas.

O grupo ficou posicionado na quadra do ginásio. Duas intérpretes se dividiam para garantir que todos ali pudessem participar, entender e sentir o amor de Deus presente no evento.

Lançamento de livro e música

Também no Louvor Encontro com Cristo, Padre Alberto Gambarini lançou seu novo livro Católico sem Dúvidas. O livro busca esclarecer dúvidas e ajudar os leitores a dar razão à sua fé.

Através das Escrituras, Tradição e Magistério, Padre Alberto mostra que a Igreja não cria polêmicas, ela nos ensina através da assistência do Espírito Santo as verdades que devem conduzir a vida de um católico. O conhecimento sobre a Igreja e Sua doutrina são essenciais na construção da fé e para ser um católico melhor.

O livro Católico sem Dúvida pode ser adquirido na loja online Encontro com Cristo e nas melhores livrarias.

Marília Mello também cantou, durante o período da tarde, sua nova música, Imperfeito, que será lançada dia 28 em todas as plataformas. Ela contou que depois de perder sua mãe, sentiu-se triste e em depressão e que essa foi sua inspiração. “Deus é especialista em transformar nossa história de luto em história de graça”.

A música fala sobre como, apesar de sermos imperfeitos, Deus nos ama. Em seu Instagram (@mariliamellooficial), ela dá um testemunho sobre a canção.


Notícias Relacionadas

Padre Alberto Gambarini descobre nas ‘lives’ uma maneira de se reinventar e evangelizar

Em tempos de pandemia, Padre Alberto Gambarini aderiu às lives e não só celebra missas on-line como mostra com muito bom humor em suas redes sociais como vencer dia a dia o desgaste emocional do isolamento social.