Pastoral Catequética

Missa Diocesana dos catequistas: sinal de unidade e perseverança

A concentração diocesana anual de catequistas, que acontece há 30 anos e, portanto é uma tradição, foi presidida por Dom Luiz Antônio Guedes, bispo diocesano.
 |  Cleber Rafael Gois  |  Diocese
Foto: Ivan Prado

O refrão do hino dos catequistas “Catequista do Senhor, com muito amor, servindo o povo. Nossa escolha é vocação, é uma missão, um canto novo" faz parte da caminhada dos muitos catequistas que, no decorrer da história diocesana, ilumina os passos e fortalece as direções futuras, ressaltando a nossa vocação de servir o Reino do Deus.

A concentração diocesana anual de catequistas, que acontece há 30 anos e, portanto é uma tradição, foi presidida por Dom Luiz Antônio Guedes, bispo diocesano, na Catedral Sagrada Família às 15 horas. 

O dia catequista tem muita importância: centenas de catequistas, em sua maioria leigos das diversas paróquias e realidades distintas da nossa diocese, se uniram para celebrar uma vocação nascida na experiência dos apóstolos, com as primeiras comunidades. Todo catequista recebe um chamado, que diariamente é cumprido no seio de sua comunidade.

Em sua homilia, Dom Luiz ressaltou esse chamado que nasceu com os apóstolos, relembrou de suas catequistas, da importância que Santa Mônica, mãe de Santo Agostinho, teve na conversão de seu filho, sendo uma verdadeira catequista familiar. Ainda durante a homilia, Do Luiz disse que “o catequista também pode ser considerado mestre, por se assemelhar ao ofício de Jesus na ação evangelizadora de apresentar o Reino de Deus e a História da Salvação”.

A Igreja desde sempre prestigiou a missão desempenhada pelos catequistas a serviço da evangelização. No ano de 2021, através do Motu Próprio Antiquum Ministerium, o Papa Francisco elevou o reconhecimento desta vocação ao instituir o ministério de catequista. 

A concentração de catequistas encheu o coração de alegria e esperança de todos aqueles que se dedicam a ensinar o Evangelho em uma Igreja mais sinodal, mais horizontal e participativa. Para isso, é importante que as comunidades continuem zelando por esse serviço tão essencial, valorizando a todos que se dedicam a esse ministério.

Um agradecimento especial a todos os catequistas, por sua vocação e dedicação. Que a intercessão de São José de Anchieta, padroeiro dos catequistas no Brasil, interceda pela vida e santidade de todos que exercem esse importante serviço à Igreja.

Catequista: sinal de unidade e perseverança

O Papa São João Paulo II, em sua exortação apostólica Catechesi Tradendae (CT, n.1) comentou a missão dos catequistas da seguinte maneira: “A catequese foi sempre considerada pela Igreja como uma das suas tarefas primordiais, porque Cristo Ressuscitado, antes de voltar para junto do Pai, deu aos Apóstolos uma última ordem: ‘fazerem discípulos de todas as nações e ensinarem-lhes a observar tudo aquilo que lhes havia mandado’ (Mt. 28,19). Deste modo confiava-lhes Cristo a missão e o poder de anunciar aos homens aquilo que eles próprios tinham ouvido do Verbo da Vida. Ao mesmo tempo, Cristo confiava-lhes ainda a missão e o poder de explicarem com autoridade aquilo que Ele lhes tinha ensinado, suas palavras e seus atos, bem como seus sinais e os seus mandamentos. E dava-lhes o Espírito Santo para realizarem tal missão” (CT, n. 1). Neste mesmo documento, São João Paulo II afirmou que a experiência catequética é tão antiga quanto a Igreja, destacando o grande serviço da catequese na ação evangelizadora da Igreja desde a época dos apóstolos até os dias hodiernos.


Notícias Relacionadas

Catequese Diocesana continua evangelização mesmo em tempos pandêmicos

A XXII Assembleia Diocesana da Catequese aconteceu na manhã do último sábado, 07 de novembro, no Salão da Catedral Sagrada Família. A inscrição da assembleia aconteceu por meio das coordenações foraniais, que puderam enviar representantes para a assembleia presencial, que este ano contou um núme...

Ser catequista: um chamado de Deus!

Missa diocesana da catequese enche catedral com celebração festiva de valorização dos diversos ministérios e serviços da comunidade, especialmente os catequistas.

Catequistas do Campo Limpo e Morumbi participam do retiro interforanial da catequese

O encontro foi baseado no documento 107 da CNBB, "Iniciação a Vida Cristã - Formar discípulos missionários

Cúria Diocesana

Rua Lira Paulista, 30
Jd. Bom Refúgio - São Paulo
05788-320

11 3584-9000


© - Diocese de Campo Limpo.
Voltar ao Topo